Escolhendo o chumbo certo – Parte 1

por

Muito se fala por aí, e todos tem um chumbo preferido, que indicam para os amigos, mas a verdade é que quem escolhe o chumbo é a carabina. De nada adianta comprar o melhor chumbo, o mais caro, se ele não “Casa” com o cano da carabina.

Então como escolher o melhor chumbo? Simples, compre o maior número possível de chumbos e faça o teste. Mas antes de mostrar como fazer o teste, temos que conhecer e saber selecionar os vários tipos e formatos de chumbos, conforme sua utilização.

PRIMEIRO VAMOS AOS FORMATOS:

ROUND – Chumbo usado em pistolas e carabinas CO2, com carregamento automático. Tem uma precisão sofrível, pois não tem uma constância de vôo. Tem o formato esférico e são usados para caça a pequenas distâncias, ou para o Pliking (tiro em latinhas).
Chumbo Round

——————————————————-
DIABOLO – Este é o formato mais utilizado. A característica dele é o formato cinturado parecido com uma ampulheta. Esse nome vem de um antigo brinquedo que era basicamente lançar um disco em forma de ampulheta para o alto e apara-lo num cordão preso em duas varas.
devido a esse formato o peso do projetil se concentra na cabeçao que lhe dá maior estabilidade. As paredes finas da saia do chumbinho selam o cano da arma preenchendo todo raiamento dando maior propulsão. A saia do chumbinho causa grande arrasto aerodinâmico, que tem dois propositos, diminuir rapidamente a velocidade de vôo e ajudar a manter a ponta do chumbinho apontada para frente no percurso da curava balistica, o que aumenta a estabilidade. É sem sombra de dúvidas o melhor para o tiro ao alvo, apesar de com a excessão do cabeça chata (match), todos os outros terem sido desenvolvidos para caça.
Chumbo Diabolo

——————————————————-
FORMATOS DIVERSOS – Estes chumbos tem vários formatos, alguns visando a maior velocidade possível, outros maior penetração. Sendo utilizados apenas para caça, pois apesar da grande velocidade, não tem uma boa constância, podendo em alguns casos bater no alvo até de lado. Não são indicados para o tiro ao alvo, além de quase sempre serem mais caros.
Alguns modelos podem ter mais de um tipo de material em sua composição, para diminuir o atrito com o raiamento do cano, visando uma maior velocidade. Estes são chamados de “Lead Free” e fazem agrupamentos ainda piores.
Na minha opinião pessoal, estes chumbos são só marketing, sendo um dinheiro mal empregado.
Chumbo Ponta Sólida
Chumbo Lead Free

Nos próximos dias estarei postando um texto sobre os modelos de chumbos.

About these ads

3 Respostas to “Escolhendo o chumbo certo – Parte 1”

  1. Escolhendo o chumbo certo – Parte 2 « Clube de Caça e Tiro Araújo Brusque Says:

    [...] Veja também “Escolhendo o chumbo certo – Parte 1“ [...]

  2. Carlos Adler Says:

    bem legal essas informaçoes !!

  3. cidenil Says:

    eu nao tinha visto aaindda um ponta solida.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 610 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: