Atiradora de Nível Internacional é Cortada do Pan

by

A matéria abaixo foi veiculada no Jornal do Brasil. Destaca a atiradora de nível internacional que foi cortada do Pan por não ter 25 anos, o que impossibilita qualquer um de ter ou manejar uma arma, mesmo atiradores esportivos.

Será que é assim que querem fazer bonito em 2016? Além de não incentivar nenhum esporte, ainda dificultam? Atletas que tiram do próprio bolso para poderem treinar e representar o Brasil em competições internacionais são tratados como bandidos. Isso é uma vergonha.

No Brasil as “Otoridades” só tem olhos para o futebol, um esporte corrupto, comandado por marginais de colarinho branco e cujas torcidas só sabem fazer baderna. Este é o esporte nacional, que idolatra “atletas” que ganham milhões e só sabem entrar em confusão e escândalos onde quer que estejam, sem se importar com a imagem que levam do Brasil lá fora.

Quero que me mostrem onde ou quando aconteceu algum incidente em uma competição de tiro esportivo. Brigas com morte como vemos nas torcidas de futebol, onde alguém já viu isso em um campeonato de tiro, onde??? Confraternização é o que se vê, troca de informações e de experiência, este é o espírito esportivo, e é isso que o governo quer acabar.

Não basta acabar com a educação, querem acabar com tudo.

Leiam abaixo a matéria veiculada no Jornal do Brasil.

A Confederação Brasileiro de Tiro Esportivo (CBTE) causou polêmica ao cortar uma atleta da comitiva que vai ao Pan-Americano de Guadalajara por conta da interpretação equivocada do número de vagas disponíveis para o país na competição. A atiradora em questão, Cibele Breide, já anunciou que vai abandonar o esporte depois da decepção. Só que tem mais.
Legislação

A mineira Thaís Moura, que estava escalada para a disputa da prova de 25 metros com calibre 22, não poderá mais participar da competição. Segundo o Estatuto do Desarmamento, menores de 25 anos não podem portar armas de fogo. A atleta tem apenas 20 e é considerada uma das principais promessas da modalidade no país.

Alô, Legislativo

As federações ligadas ao tiro esportivo já enviaram sugestões de projetos de lei a deputados para facilitar o porte de arma para praticantes da modalidade. Algumas das restrições do Estatuto do Desarmamento impedem, por exemplo, o deslocamento de atletas com suas armas. O preço salgado da emissão de um porte esportivo, que hoje é de R$ 1 mil, também já foi questionado.

Fonte Jornal do Brasil

Link da matéria
http://www.jb.com.br/informe-jb/noticias/2011/10/04/gracas-ao-estatuto-do-desarmamento-atleta-do-tiro-esportivo-e-cortada-do-pan/

Anúncios

Tags: , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: